Resistência aeróbica e anaeróbica: diferenças e exercícios

Neste blog fazemos referência habitualmente ao exercício aeróbico e anaeróbico, indicando que o primeiro tem a ver com esforços prolongados de baixa ou média intensidade, enquanto que o segundo está relacionado com esforços de alta intensidade, executados em curtos intervalos de tempo. Mas neste artigo vamos falar de dois termos ainda mais específicos: a resistência aeróbica e anaeróbica. Vamos explicar-te em que consiste cada uma, por que são importantes e como se podem trabalhar.

Resistência aeróbica e anaeróbica

Diferenças entre resistência aeróbica e anaeróbica

A principal diferença entre a resistência aeróbica e a anaeróbica está principalmente relacionada com a fonte de energia que o nosso corpo utiliza em cada caso. Vamos analisá-las por separado:

  • A resistência aeróbica, que está relacionada com a fadiga e a exaustão cardiopulmonar, depende principalmente da gordura existente no nosso corpo para produzir energia. Portanto, os exercícios aeróbicos são os mais adequados para queimar gorduras e também para perder peso.
  • A resistência anaeróbica está mais relacionada com a fadiga muscular e utiliza duas fontes imediatas de energia: a glicose ou a fosfocreatina. O termo “anaeróbico”, que significa “sem oxigénio”, indica que a quantidade de oxigénio é baixa em relação à energia que é requerida perante o esforço realizado. Se o esforço for de curta duração, será uma resistência anaeróbica alática, uma vez que não se produz ácido lático. Mas se o esforço intenso se prolongar por mais tempo (até 2 minutos), será uma resistência anaeróbica lática, por produzir o ácido necessário, levando a que este se aloje nos músculos, o que causa a fadiga muscular mencionada no início deste parágrafo. Trabalhar essa capacidade tem como consequência a tonificação muscular ou o aumento do volume de massa corporal.

O ideal é ter uma boa resposta tanto no que diz respeito à resistência aeróbica como à anaeróbica, e não apenas numa delas. Embora seja certo que a primeira coisa que normalmente se trabalha é a capacidade aeróbica, por ser a base de tudo e por estar vinculada a exercícios de intensidade média ou baixa, melhorar a capacidade anaeróbica é a chave para obter um desempenho físico ideal em etapas mais avançadas. Portanto, abaixo tens alguns exercícios que podes fazer para as treinar.

Exercícios para trabalhar a resistência aeróbica e anaeróbica

A resistência aeróbica e anaeróbica pode ser trabalhada separadamente. Mas a linha que divide uma da outra possa ser muita fina, havendo mesmo disciplinas e exercícios que funcionam com ambas. De qualquer forma, os desportos mais recomendados para uma boa resistência aeróbica são:

  • Caminhar
  • Correr (running)
  • Nadar
  • Andar de bicicleta
  • Fitness

Por outro lado, alguns dos melhores exercícios para trabalhar a resistência anaeróbica são:

  • Levantamento de pesos
  • Abdominais
  • Trabalhar com máquinas de força no ginásio
  • Atletismo de velocidade, com séries curtas de sprint para trabalhar a explosividade
  • Atletismo de força: lançamento de dardo, de disco, de peso, etc.
  • Exercícios de alta intensidade, como o CrossFit

Como já vimos anteriormente neste blog, algumas disciplinas desportivas trabalham os dois aspetos, como é o caso do body pump ou uma rotina de treino HIIT. De qualquer forma, se estiveres só a começar, a recomendação básica é que inicialmente te centres no trabalho aeróbico para principiantes, aumentando gradualmente a intensidade. E, mais tarde, poderás começar com os exercícios explosivos anaeróbicos.

No que diz respeito ao vestuário, existem poucas diferenças entre os artigos utilizados para o trabalho de resistência aeróbica e anaeróbica, pois muitas peças de roupa desportiva podem ser usadas nos dois casos: por exemplo, os artigos de running tanto podem ser utilizados para uma corrida relaxada como para uma série de sprints ou saltos. E em relação aos acessórios desportivos, no segundo caso terás que trabalhar com elementos como pesos, halteres ou discos, o que implica um aumento do esforço a ser feito. Por isso, neste caso os pulsómetros tornam-se mais úteis, para ir controlando a resposta cardíaca perante um esforço tão exigente.

Be Sociable, Share!

This post is also available in: Espanhol Francês

Leave a Comment