Memória muscular: o que é e como influencia na nossa rotina de exercício

Parou de se exercitar por um tempo e tem receio de ver os resultados quando finalmente retornar ao ginásio? Não se preocupe: o nosso corpo possui uma característica conhecida como memória muscular que o permitirá recuperar o tónus ​​em menos tempo do que imagina. Descubra o motivo.

 

O que é a memória muscular?

A memória muscular é conhecida como a capacidade de os nossos músculos repetirem movimentos facilmente porque já os havíamos feito antes.

Este conceito refere-se à capacidade dos músculos de recuperarem o desempenho perdido durante um período de inatividade.

É uma característica do nosso sistema músculo-esquelético que nos permite recuperar a massa muscular perdida durante um período de inatividade. Isto significa que, quando paramos de treinar por um tempo e retomamos a atividade, fica mais fácil recuperar a massa muscular perdida, graças às nossas fibras musculares, que armazenam as informações.

 

Qué es la memoria muscular

 

Memória muscular: como funciona?

A memória muscular é ativada com o exercício. As rotinas de treino são as principais responsáveis ​​pelo desenvolvimento desta memória muscular, daí a importância de realizar atividade física de forma regular e intensamente ao longo do tempo.

Há pesquisas que indicam que a genética é outro fator envolvido no desenvolvimento da memória muscular, embora também exista uma teoria de que a chave deste fenômeno esteja no núcleo das células das nossas fibras musculares.

De todas as formas, os conceitos de memória muscular e hipertrofia estão ligados, pois é desta forma, com o crescimento muscular, que as fibras dos nossos músculos vão ‘recuperar a memória’ mais facilmente.

Em suma: as pessoas que fizeram uma atividade anteriormente podem recuperar a sua massa muscular mais rapidamente ao retomarem os exercícios do que aquelas que nunca o fizeram antes.

 

Memoria muscular cómo funciona

 

Quantos anos duram a memória muscular?

Os especialistas garantem que o tempo de memória muscular de cada pessoa depende de diversos fatores, como:

  • Idade em que a prática do desporto foi interrompida.
  • Idade em que voltou a exercitar o corpo.
  • Tempo decorrido entre um momento e outro.
  • Tipo de alimentação.
  • Intensidade e tipo de atividade realizada.
  • Fatores genéticos e metabólicos.

 

Um ponto de discordância entre os especialistas é a duração da memória muscular. Há quem diga que este tempo é de aproximadamente 72 horas, o que indica o período máximo de descanso que devemos ter entre uma sessão de treino e a outra, se queremos que os resultados consolidem-se ou não se deteriorem.

No entanto, estudos subsequentes determinaram que a memória muscular em humanos pode durar de 15 anos a toda a vida, mas isso dependerá de muitos fatores.

 

Como melhorar a memória muscular

Como dissemos, as rotinas de treino são essenciais para desenvolver a memória muscular do nosso corpo.

É por isso que se recomenda fazer exercícios regularmente e com uma intensidade mantida ao longo do tempo, para melhorar a resposta dos nossos músculos.

Podemos cultivar a nossa memória muscular no ginásio com a ajuda dos personal trainers, que preparam fichas de exercícios personalizadas, que nos ajudam a manter os músculos ativos.

A melhor forma de melhorar a memória muscular é praticar exercício físico regularmente durante um período de tempo prolongado, para que o nosso corpo se adapte a esta rotina e, a longo prazo, quando tivermos um período de inatividade, seja mais fácil recuperar a massa muscular perdida.

 

E lembre-se de que, assim como para os adultos, a atividade física para as crianças é essencial para o desenvolvimento adequado. É a melhor maneira de se tornar num adulto forte e saudável.

Be Sociable, Share!

This post is also available in: Espanhol Francês

Leave a Comment