Comer hidratos de carbono pela noite engorda?

Certamente já escutou que comer hidratos de carbono pela noite engorda. Isto é algo em que a maioria das pessoas acredita, mas a realidade é que ganhar ou perder peso não depende apenas da presença dos hidratos de carbono na sua dieta, mas da equilibrar as calorias que come e que queima. Descubra a verdade sobre comer hidratos de carbono pela noite.

 

Mitos sobre os hidratos de carbono pela noite

Os hidratos de carbono são uma parte necessária da nossa dieta. No entanto, quando falamos em emagrecer, estes são quase sempre os alimentos menos recomendados, sobretudo à hora do jantar.

Mas comer hidratos de carbono pela noite não é mau. Portanto, revemos alguns mitos sobre o seu consumo:

  • A hora do dia em que se come hidratos de carbono não é importante quando se trata de perder peso. O importante é consumi-los na quantidade certa, seja no almoço ou no jantar.
  • Os hidratos de carbono são uma fonte de energia e, por isso, quase sempre representam entre 50 a 60% da nossa dieta. Por isso, recomenda-se ingeri-los antes e após os exercícios. Eliminá-los da nossa dieta ou parar de os consumir pela noite não nos fará bem.
  • O importante não é que se consuma ou não hidratos de carbono pela noite ou durante o dia se quiser perder peso, mas que se consiga queimar, ao longo do dia, mais calorias do que se ingere. E a hora em que come certos alimentos não influencia nisto.

 

Em suma: é bom comer hidratos de carbono pela noite, desde que o faça nas quantidades que o seu corpo precisa.

 

 

Quantidade recomendada de hidratos de carbono pela noite 

Como já dissemos, comer hidratos de carbono  à noite não é mais ou menos bom do que os comer pelo dia, desde que sejam consumidos nas quantidades corretas.

Se os especialistas dizem que os hidratos de carbono devem representar entre 50 e 60% das nossas calorias diárias, esta é a única máxima que devemos considerar ao distribuí-los.

Portanto, os hidratos de carbono não devem ser eliminados da dieta ou retirados dos nossos jantares, mas devemos buscar o equilíbrio. O importante é que estes alimentos nos dêem a energia de que precisamos e, se queremos perder peso, que queimemos mais calorias (ou, pelo menos, as mesmas) do que comemos.

Lembre-se, claro, que há hidratos de carbono mais ou menos bons para o nosso corpo. Por exemplo, a cevada, o arroz integral, a quinoa ou a batata-doce aportam-nos a energia necessária sem por isso provocar aumento de peso. Por outro lado, o açúcar, os sumos e os alimentos processados ​ devem ser consumidos esporadicamente.

 

Ideias de jantares com hidratos de carbono

Como dissemos, existem certos hidratos de carbono que não podem faltar na nossa dieta e outros que é melhor consumi-los ocasionalmente.

Levando isso em conta, como introduzir hidratos de carbono nos nossos jantares sem ganhar peso? Aqui vão algumas ideias:

 

  • Batata cozida. É muito melhor do que a batata frita, afinal, como já sabe, por vezes não é a comida em si que engorda, mas o seu modo de preparo.
  • Pão integral. É melhor para a sua dieta do que o pão branco, mas lembre-se de que apenas um pequeno pedaço ou fatia será suficiente.
  • Mais vegetais. Um jantar será mais completo se incluir os quatro grupos de alimentos (proteínas, cereais, vegetais e gorduras). Mas lembre-se de que se introduzir mais vegetais do que gorduras, ficará satisfeito mas com menos calorias.

 

Com estes preceitos básicos, podemos fazer jantares muito ricos em hidratos de carbono sem engordar. Por exemplo?

 

  • Creme de cenoura.
  • Creme de feijão com ovo escalfado e batata assada.
  • Cuscuz com manga e frutos secos.
  • Nhoque com molho de queijo de cabra.
  • Ravioli de espinafre com ricota e nozes.
  • Pizza vegetariana.
  • Sanduíche de legumes no pão integral com ovo e abacate.

 

Dessa forma, poderá ingerir hidratos de carbono pela noite sem qualquer problema, mas lembre-se de que, para perder peso, a sua dieta equilibrada deve ser acompanhada de uma boa rotina desportiva. Experimente o GAP para ficar em forma!

Be Sociable, Share!

This post is also available in: Espanhol Francês

Leave a Comment